Modelo de Entidade e Relacionamento e DER – Diagrama de Entidade e Relacionamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Modelo de Entidade e Relacionamento e DER – Diagrama de Entidade e Relacionamento

Mensagem por Bruno Cavalcante em Sab 15 Out - 15:01

Aprendendo sobre MER – Modelo de Entidade e Relacionamento e DER – Diagrama de Entidade e Relacionamento


DER

Criado por Edgar Frank Codd, por volta da década de 70 é um modelo de dados baseado na lógica de predicados e na teoria dos conjuntos. É composto em alto nível pela entidade e suas relações. Para representar este modelo graficamente utilizamos o DER – Diagrama de Entidades e Relacionamentos. No vídeo abaixo poderá compreender passo a passo a criação de um DER através do DBDesigner. Abaixo poderá fazer download do arquivo e do script criado que será utilizado nos próximos tutoriais.

Entidade
Baseado na teoria dos conjuntos a ENTIDADE pode ser considerada como um conjunto de propriedades semelhantes de um determinado domínio. Complicou? Bem vamos a prática considere a modelagem de um DER para uma locadora de DVD. Importante ter os dados do cliente como nome, documento e formas de contatos. O agrupamento destas propriedades forma uma entidade abstrata: Cliente. Outro conjunto de dados interessante seria o DVD neste conjunto podemos armazenar o título do filme, o gênero e o valor da diária. Então DVD seria uma entidade concreta. No modelo físico toda entidade é transformada em tabela.

Relacionamento
As entidades podem ser associadas entre si através de relacionamentos. O relacionamento representa a associação entre os elementos do conjunto de uma entidade com outra entidade.

De acordo com a definição do modelo E – R, um relacionamento pode incluir várias entidades. O número de entidades em um relacionamento determina o grau de relacionamento.

Relacionamento Binário
Quando existe o relacionamento entre apenas duas entidades.

Relacionamento Ternário
Quando existe relacionamento entre três entidades.

Alguns conceitos são fundamentais:

Chave Primária ->É o atributo que garante a identidade do registro ou seja permite diferenciar um registro do outro. Ex.: Código do Aluno na entidade aluno.

Chave Estrangeira -> É o atributo que interliga duas entidades. É localizado na entidade fraca. EX: Matrícula, – Código do aluno, Pedido – Código do cliente.

Instância de Entidade –> São os elementos da entidade. Ex: Funcionário: João, Aluno: Pedro, Cliente: Joaquim, Produtos: escova de dentes, Serviços: Limpeza.

Campo ou Atributo ou Coluna – É o local onde os dados devem ser armazenados sobre a instância da entidade. Ex: Nome do aluno, Endereço do aluno, Sexo do aluno, Telefone do aluno, Estado Civil do aluno.

Dados ou Registro ou linha: Corresponde a um conjunto de dados da entidade.

Domínio do Atributo – Universo de valores que um atributo pode armazenar. Ex.Sexo Feminino ou Masculino. Idade 0 a 200 anos.

Em linguagens de programação onde a tipagem é fraca ou nula gosto de fortalecer este ponto fraco utilizando a nomeclatura abaixo:

Entidades:
Onde os nomes compostos viram com a primeira palavra em maiúsculo, sendo que a entidade deve começar com a primeira letra em minúsculo. Para facilitar a visão da importância da entidade elas serão classificadas pelos seguintes prefixos:

Te -> Entidade forte: É a entidade que para existir não necessita de outra, isto é desprovida de chave estrangeira como campo obrigatório. Por exemplo: TePessoa

Tu -> Entidades de Sistema: É aquela entidade que funciona como apoio ao sistema e não precisa de interface com o usuário. Por exemplo: TuConfiguracao

Ts -> Entidade Fraca: É a entidade que para existir necessita de dados de outra entidade, isto é possui chave estrangeira como campo obrigatório. Por exemplo: TsItemLocacao

Os atributos deverão seguir as seguintes regras:

id -> Corresponde a um campo chave primária. Por exemplo: idCliente

tabela_idChavePrimaria -> Corresponde a um campo chave estrangeira. Por exemplo: TeGenero_idGenero

Nm -> Corresponde a um campo nome. Por exemplo: NmCliente

Ds -> Corresponde a um campo de descrição. Por exemplo: DsObservacao

Nu -> Corresponde a um campo numérico. Por exemplo: NuValorDiaria

Dt -> Corresponde um campo data. Por exemplo: DtUltimaAlteracao

Fg -> Corresponde um campo booleano que funcionará como flag. Por exemplo: FgStatus

Os outros objetos do banco de dados.

As visões com o prefixo Vw. Por exemplo: VwLocacao. As store procedures com o prefixo pr. Por exemplo: PrLocacaodvd


Aproveite assista o video e veja como funciona na prática. Link externo do vídeo: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

__________________________________________

_____________Programação em Foco____________

_________________Seu Fórum__________________


Bruno Cavalcante
Acesse: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Bruno Cavalcante
Turma 20.911

Mensagens : 89
Reputação : -1
Data de inscrição : 30/03/2011
Localização : DF

http://www.kavalcanty.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum